Blog do Professor Gil | Página 28
Blog do Professor Gil - Timbiras e Região

Mourão: ‘eleitorado pode ficar confuso com aproximação entre Bolsonaro e Centrão’

O vice-presidente Hamilton Mourão disse nesta sexta-feira (23) que parte do eleitorado que elegeu Jair Bolsonaro em 2018 pode ficar confusa com a aproximação do presidente do Centrão.

Ao chegar à vice-Presidência há pouco, Mourão afirmou que a percepção dos eleitores em 2022 vai depender das medidas que o governo tomar até lá.

“O eleitor do presidente Bolsonaro, vamos dizer assim, que é uma parcela de 25%, 30% da população, ele olha a pessoa, independente do partido em que ela está. Agora, a outra parte dos eleitores que também votaram no presidente, aí foi uma questão mais programática, vamos dizer assim, de visão do futuro do país, estes podem até se sentir um pouco confundidos. Vai depender, obviamente, das ações daqui pra lá.” (O Antagonista)

Bolsonaro afirma que ‘PP passa a ser uma possibilidade de filiação’

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira que o PP virou uma “possibilidade de filiação”. O presidente da legenda é o senador Ciro Nogueira (PI), que aceitou o convite de Bolsonaro para ser ministro da Casa Civil.

Bolsonaro, que está sem legenda desde o final de 2019, admitiu que está sendo “quase impossível” encontrar uma sigla onde possa ter o “domínio”.

— Tentei e estou tentando um partido que eu possa chamar de meu e possa, realmente, se for disputar a Presidência, ter o domínio do partido. Está difícil, quase impossível. Então, o PP passa a ser uma possibilidade de filiação nossa — disse o presidente, em entrevista à Rádio Grande FM, do Mato Grosso do Sul.

Bolsonaro afirmou também que é “obrigado” a se aproximar do Centrão para manter a governabilidade:

— A minha aproximação com partidos de centro é pela governabilidade. Sou obrigado a fazer isso aí. Como disse lá atrás, se alguém tem alguma bronca contra qualquer parlamentar, não se esqueça que foram vocês que colocaram eles aqui dentro. (O Globo)

Apoio do PT é estratégico para pré-candidatos ao governo do Maranhão

O apoio do Partido dos Trabalhadores, nas eleições de 2022, virou ponto estratégico para os pré-candidatos ao governo do Maranhão.

Buscando confirmar o apoio do partido ao projeto do PDT, o ex-ministro e ex-presidente do PT, José Dirceu, esteve no Maranhão e encontrou-se com o senador Weverton Rocha, aliado antigo da legenda e do ex-presidente Lula.

Weverton busca a confirmação do apoio e já esteve também com Lula, tratando sobre uma possível parceria no estado.

O vice-governador Carlos Brandão, por outro lado, também busca o apoio do partido. Ele já conversou com militantes estaduais do partido, como os deputados Zé Inácio, Zé Carlos, integrantes Augusto Lobato e Washington Luís.

Dono da maior bancada na Câmara dos Deputados e do maior tempo de TV, o PT garante um tempo considerável de aparição no período eleitoral. Algo crucial na disputa.

A decisão do partido deve ficar para o início do próximo ano.

Luciano Hang agradece Braide e avisa: ‘Vai ter estátua sim’

O proprietário da Havan, Luciano Hang, voltou a comentar a polêmica sobre a instalação de uma réplica da Estátua da Liberdade em sua loja de São Luis.

No Instagram, o empresário agradeceu a recente mensagem de boas vindas do prefeito Eduardo Braide (Podemos).

“Logo estaremos chegando na cidade, para gerar mais empregos e renda”, disse.

E mandou um recado aos contrários: “Vai ter estátua sim”.

Weverton Rocha termina semana em baixo astral e com sensação de que pré-candidatura perdeu o fôlego

A badalada pré-candidatura de Weverton Rocha (PDT) ao Governo do Maranhão vem sofrendo duros reveses nas últimas semanas. Após Flávio Dino (PSB), deixar claro que Carlos Brandão (PSDB) é o seu preferido, o pedetista articulou vindas de Carlos Lupi (PDT) e Zé Dirceu (PT) para forçar a barra quanto ao seu nome. No entanto o que se viu ao longo da semana foi uma total falta de prestígio do senador maranhense, o que evidencia uma possível perda de fôlego.

Weverton usou a estratégia de apresentar o maior número de aliados. Foi anunciando aos poucos partidos que lhe apoiam e demonstrando possuir prefeitos e alguns deputados aliados, mas Flávio Dino já deixou claro que não quer o pedetista como governador e isso faz com que o pedetista vá sendo “esvaziado” aos poucos.

Por outro lado, Weverton possui duas grandes estruturas na mão, o Detran e a Sedes, razões suficientes que fazem com que o senador se mantenha calado e passe a engolir seco o esvaziamento da sua pré-candidatura, caso contrário ainda ficará mais fragilizado.

A fala da presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, ao longo da semana caiu como uma bomba. A petista afirmou: “Não tem nada decidido e encaminhado. Zé Dirceu foi a passeio, pelo que me disse. Qualquer articulação aí [no Maranhão] envolverá a direção estadual e nacional do PT”.

Para completar, o presidente estadual do PT, Augusto Lobato, declarou: “Aliança no Maranhão não tem que ser uma aliança eleitoral, mas uma aliança para derrotar o que tem de pior. Sinto de nossa parte [PT], eleger o Lula. No Maranhão é continuar o projeto ao lado do governador Flávio Dino. Na política você tem que ter lealdade e ter lado. Por isso, acho que o Brandão merece ser o candidato. Eu pessoalmente, vou trabalhar internamente pela candidatura do Brandão“.

Tudo isso caiu como uma bomba e implodiu toda a estratégia de Weverton Rocha, que vem perdendo aliados semanalmente.

Stênio Rezende marido da deputada estadual Andreia Rezende (DEM) e tio do deputado federal Juscelino Filho (DEM), já declarou apoio a Carlos Brandão; Edivaldo Holanda Júnior anunciou filiação ao PSD para disputar o governo do Maranhão; Yglesio Moyses anunciou que não vai mais para o PDT e seguirá com Brandão; Neto Evangelista (DEM), está cada vez mais distante.

São alguns exemplos do naufrágio da pré-candidatura de Weverton Rocha que termina a semana em baixo astral bem ao contrário de como ele desejava, uma vez que ida de Zé Dirceu a mansão do pedetista em Barreirinhas era para ser o abre-alas de uma semana empolgante, mas que termina assim como águas que correm a beira da residência do senador às margens do Rio Preguiças, bem calmas, quase parando…

Setur entrega mirante e escultura na avenida Litorânea

A lenda maranhense conta que uma serpente rasga o solo lentamente e quando a sua calda e cabeça se tocarem a ilha de São Luís afundará. Para celebrar nossa cultura, lendas e nosso potencial turístico, a Secretaria de Estado do Turismo (SETUR) inaugurou na noite da quarta-feira (21) uma gigantesca escultura em formato de Serpente no mirante da avenida litorânea que foi completamente reformado e revitalizado.

O secretário de Estado do Turismo, Catulé Júnior, explica a importância da obra. “Aos poucos vamos retomando o turismo e a alegria em poder compartilhar o nosso pôr do sol com o mundo. Convido todos a conhecerem mais um atrativo instagramavel construído pelo governo do estado por meio da Setur. Um novo cartão postal em uma das vistas mais privilegiadas e visitadas por turistas na nossa capital” pontuou o gestor da SETUR.

O Mirante recebeu praça com novos acabamentos, novo mobiliário, paisagismo, inserção de guarda-corpo, pintura e iluminação. A escultura instagramavel “O despertar da Serpente” é assinada pelo artista Italo Fonseca. “São 20 metros e mais de 1500 peças dobradas de forma artesanal dando corpo a esse ser imaginário tão conhecido por nós maranhenses” explicou o carnavalesco e autor do projeto Italo Fonseca.

Representando o governador Flavio Dino, o vice governador, Carlos Brandão esteve na solenidade. “Tenho certeza que essa obra atrairá mais turistas e ainda vai r emprego e renda. Parabéns à Secretaria de Turismo, pela coordenação, e ao Governo do Maranhão, por mais essa importante iniciativa. O mais novo ponto turístico ficou bonito demais e dá pra tirar fotos maravilhosas”, finalizou Carlos Brandão.

Prestigiaram também do evento o deputado federal, Bira do Pindaré, o deputado estadual Duarte Junior, os vereadores Paulo Victor e Thago Freitas, representantes do governo, do município da Raposa, representantes do BPTUR, SEBRAE, setor hoteleiro e mídia especializada.

MIRANTE DA LITORÂNEA

Localizada próxima ao Hotel Blue Tree, a revitalização do Mirante da Litorânea tem como ponto de partida projetual, o uso de novos acabamentos e cores que remetem ao pôr-do-sol e ao mar como explica a arquiteta e supervisora de infraestrutura da Setur, Brenda Costa.

“A pintura nos degraus ao longo do passeio tem tons alaranjados à amarelados, canteiros revestidos com tijolinhos mais rústicos e com variação de tonalidades azuis esverdeadas, que remetem a mobilidade das ondas do mar, a escolha por pedra portuguesa no patamar superior de toda estrutura faz uma releitura do nosso centro histórico, com um traçado mais modernista. E por fim, no coração do projeto, uma escultura instagramável com argolas que saem do piso dando a impressão de fúria e imponência tal qual conta a famosa lenda; esta recebe iluminação interna de efeito e acabamentos em pintura náutica, por conta da salinização” pontuou a arquiteta Brenda Costa. (Fonte: Setur-MA)

Braide saúda chegada da Havan: ‘São Luís é livre!’

O prefeito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos), comentou ontem, 22, no Twitter a polêmica sobre a instalação de uma réplica da Estátua da Liberdade em frente à loja da Havan que será inaugurada na capital maranhense.

Há pouco mais de uma semana, setores da esquerda maranhense e até membros do governo Flávio Dino vêm promovendo campanhas contra o empreendimento por conta do símbolo norte-americano, que é também marca registrada da loja.

Braide não falou especificamente sobre a estátua, mas aproveitou sua postagem para saudar a chegada da empresa.

“São Luís é livre! E sempre vai receber com entusiasmo empresas e iniciativas que gerem emprego e renda pra nossa gente. Seja bem-vinda à nossa Ilha do Amor, Havan”, declarou.

COLUNA DO PROFESSOR WALTERLI LIMA.

De todas as horas do dia o entardecer me hipnotiza.
Nos silencios que se formam nas sombras estendidas
Nos instantes em que o dia se entrega a noite
Não por rendição ou derrota mas para deixar a vida seguir em frente.

Vagamente
Encontro-me com todos os pensamentos
Um pulsar de paz adentra em mim.

Não quero coisas ao redor
Coisas sem pulso
Nem o duro metal que escraviza
Basta-me neste instante o ar percorrendo as veias..

As perdas nos ensinam o quão é frágil a existência.
Inúteis planos arquitetados para o futuro
Erguidos no terreno incerto do amanhã
E o amanhã pode não existir.

A palavra não dita
O sentimento não revelado
O abraço deixado para depois.
A vida é curta demais para desencontros
Para rancores que consumem os dias
E criam ferrugem nos sorrisos.

O clarão tomado pela escuridão nos ensina que tudo é passagem.

Início, meio e fim.

Ainda é cedo para entregar-se à noite que ainda não chegou.
E tarde demais para não amar.

No entadecer encontro o que de melhor tenho em mim.
Todo o resto é deixado para depois .

Prof. Walterli Lima

Volta ás aulas presenciais: como será o 2° semestre nas escolas de são luis

Para o retorno as aulas, as escolas da rede privada de São Luís (MA) vão aderir escalas por dias para aulas presenciais com os alunos. — Foto: Divulgação/Escola Mapple Bear

As aulas presenciais devem ser retomadas na rede pública de São Luís em agosto, em diferentes datas. As atividades devem funcionar de forma híbrida e com rodízio de estudantes em atividade presencial, oferecendo aos alunos a possibilidade de fazer os estudos pela internet, por conta da pandemia da Covid-19. Confira abaixo:

Escolas Estaduais

 

No ensino público estadual, referente ao ensino médio, as aulas no primeiro semestre aconteceram de forma não presencial por meio de plataformas online (Plataforma Gonçalves Dias), aulas em rádio, TV e plataforma de streaming de áudios.

Segundo o governo, as escolas têm ofertado material impresso na situação de impossibilidade de acesso à internet; além da realização de formações diversas para os agentes escolares de forma a qualificar as aulas remotas em tempo de pandemia.

O retorno às aulas no 2º semestre será em sistema híbrido e está prevista para o dia 2 de agosto, com um processo progressivo, de acordo com cada instituição de ensino. A volta será por grupos de escolas e terá a aplicação de protocolo sanitário específico para a educação com medidas preventivas e de combate à Covid-19.

Escolas municipais

 

No primeiro semestre de 2021, as aulas na rede municipal (infantil e fundamental) foram realizadas por meio do ensino remoto, com atividades impressas entregues aos alunos.

De acordo com a Secretaria Municipal de Educação (Semed), para o segundo semestre, a partir de 2 de agosto, serão feitas formações pedagógicas, inclusive sobre o protocolo sanitário, para gestores, professores, familiares e alunos. Segundo a prefeitura, essa etapa é fundamental para o retorno seguro e gradual das aulas presenciais em formato híbrido, que ocorrerá a partir de 16 de agosto.

As escolas com o ensino híbrido terão as atividades realizadas por grupos de alunos para cada semana. Em uma semana, parte dos alunos terá aulas presenciais e na semana seguinte terão aulas remotas, assim sucessivamente. Para as escolas que não retornarem no formato híbrido, as atividades letivas seguirão através do ensino remoto, com o uso do Google Classroom, até que sejam preparadas e anunciadas para o novo formato de ensino.

Segundo a prefeitura, um protocolo de saúde foi elaborado e aprovado por entidades da educação, com um conjunto de medidas sanitárias elaboradas para a segurança dos alunos, profissionais da educação e famílias nas escolas, que receberão itens de higiene e cuidado. No ambiente de ensino será obrigatório o uso de máscaras, o distanciamento social, a lavagem regular das mãos e o uso do álcool em gel.

Com o retorno das aulas, haverá um novo momento de avaliação diagnóstica para verificar o nível de conhecimento dos alunos, para a aplicação da política de recuperação da aprendizagem, compensando e reforçando os conteúdos letivos.

Ensino Particular

 

Segundo o Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino no Estado do Maranhão, as aulas nas escolas particulares já mantinham o ensino híbrido, onde parte das aulas eram remotas, e parte eram presenciais.

Após as férias de julho, as aulas no segundo semestre vão retornar no dia 1º de agosto, ainda seguindo protocolos sanitários de segurança contra a Covid-19.

Há uma diretriz do governo federal?

 

Em 30 de junho, véspera da audiência do ministro no Senado, o MEC divulgou em uma rede social o Guia de Retorno às Aulas Presenciais, um documento elaborado pela pasta em 2020.

Uma análise do documento feita pelo físico Vitor Mori, do Observatório Covid-19, a pedido do G1indicou que ainda há muito foco em limpeza de superfícies e pouca informação sobre a importância de fazer atividades em ambientes ventilados ou cuidar para que haja ventilação dos espaços.

“Tem um foco desproporcional em relação à higienização de superfícies”, afirma. “Hoje a gente sabe que transmissão por superfícies é muito improvável. É menos de 1 em 10 mil, segundo o CDC”, afirma Mori. “Há várias coisas que são comprovadamente ineficazes, no protocolo, como medir temperatura. Já a importância da ventilação e máscaras PFF2 ficam diluídas”, avaliou.

O que dizem os especialistas?

 

Para Olavo Nogueira, diretor-executivo da organização Todos pela Educação, é “positivo que estejam dando um senso de urgência ao tema do retorno emergencial das aulas”.

“Agora, é de uma enorme hipocrisia esse governo falar que desde o início da pandemia tem cumprido o seu papel coordenador, articulador, de apoio aos estados e municípios, que fez de tudo o que estava a seu alcance para enfrentar a pandemia na educação, para apoiar o processo de reabertura das aulas. Isso não é verdade”, disse Nogueira.

O diretor-executivo da Todos pelo Educação diz que o que ocorreu, na verdade, é “rigorosamente o contrário”.

“A gente teve um governo que no caso da educação foi completamente ausente, omisso. Alguns exemplos: o MEC, nos primeiros meses de pandemia, quando ficou claro que precisaria de uma resposta emergencial por meio do ensino remoto, foi incapaz de articular uma ação coordenada entre os estados e municípios”, disse.

“O governo foi incapaz de fazer algo que em vários países, mesmo com estrutura federativa parecida com a do Brasil, foi feito, que é elencar parâmetros nacionais para tentar guiar a tomada a decisão sobre uma reabertura segura nas cidades. Uma parte dos estados e municípios não conseguiu elencar critérios claros e consistentes para fim dessa tomada de decisão”, completou.

Reunião avalia primeiro semestre da nova diretoria do SINTSERM

A direção do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Codó – SINTSERM reuniu-se nessa quarta-feira (21/07) para avaliação da nova gestão em seu primeiro semestre de trabalho, e alinhamento das ações para o segundo semestre, ações estas que constam no plano de ação da nova gestão.

A reunião foi um momento de planejamento, estruturação, autoavaliação, alinhamento e descontração.

A direção aproveitou o momento também para parabenizar a nova presidenta Socorro de Carvalho que foi a aniversariante do dia.

“Planejamento, ação, autoavaliação é a dinâmica da nossa gestão” disse a presidenta.