Blog do Professor Gil - Timbiras e Região

Congressistas americanos querem cancelar parceria militar com o governo Bolsonaro

Um grupo de 63 congressistas dos Estados Unidos enviou carta ao presidente Joe Biden, pedindo que ele reveja oferta para que o Brasil se torne parceiro global da Organização Tratado Atlântico Norte (Otan).

Pedem ainda a revogação da condição de ‘aliado extra-Otan’, concedida ao Brasil, ainda no governo de Donald Trump. Esse status facilita a compra de tecnologia militar e armamentos dos EUA, garante a participação das Forças Armadas brasileiras em treinamentos promovidos pelo Pentágono e outros benefícios de ordem militar.

Os congressistas defendem que rever as condições para assegurar que não estão fortalecendo um Exército, que pode ser usado para um golpe de Estado. O congressista Hank Johnson, democrata veterano na Câmara, autor do ofício enviado à Casa Branca, disse que “Bolsonaro já demonstrou que está organizando as condições para um golpe militar. É um cenário alarmante para o Brasil e nosso país não pode contribuir com isso”.

Na carta a Biden, os congressistas mostram preocupação com o número de militares no governo Bolsonaro. “Achamos isso particularmente preocupante, porque Bolsonaro trouxe mais oficiais militares para sua administração, que qualquer outro presidente, desde que a democracia no Brasil foi restabelecida, criando conflitos entre instituições governamentais e as forças armadas”, pontuaram no documento.

Categoria: Notícias