“Injusta e arbitrária”, diz prefeito de Rosário após cassação
Blog do Professor Gil - Timbiras e Região

“Injusta e arbitrária”, diz prefeito de Rosário após cassação

Durante Sessão Extraordinária, nesta quarta-feira (19), a Câmara de Vereadores de Rosário, de maneira bastante célere e estranha, decidiu pela cassação do prefeito Calvet Filho (PSC) e da vice Cláudia Anceles (PT), que tomaram posse no dia 1º de janeiro de 2021.

Os gestores foram cassados com o voto de nove dos 13 vereadores, já que apenas quatro foram contrários a cassação. Segundo os vereadores de Rosário a cassação se deu pelo fato da gestão municipal ter contratado empresas sem licitação para beneficiar aliados durante a pandemia da Covid-19. Os vereadores também questionaram o Estado de Emergência, decretado por Calvet Filho na pandemia.

Logo após a cassação do prefeito e da vice, de maneira imediata e célere, os vereadores realizaram a cerimônia que empossou o presidente da Câmara, Carlos do Remédio (PCdoB), como prefeito interino do município.

Categoria: Notícias