Mais de 80 pessoas ainda não buscaram prêmios do programa Dose Premiada; veja se você foi sorteado e saiba como receber o dinheiro
Blog do Professor Gil - Timbiras e Região

Mais de 80 pessoas ainda não buscaram prêmios do programa Dose Premiada; veja se você foi sorteado e saiba como receber o dinheiro

De acordo com dados da Secretaria de Estado de Governo (Segov), até o momento, pelo menos 87 sorteados no programa Dose Premiada ainda não buscaram seus prêmios. Com prêmios de até R$ 10 mil, a iniciativa visa estimular a população que mora no Maranhão a tomar a segunda dose da vacina contra a Covid-19.

Já foram realizados dois sorteios pelo programa: o primeiro no dia 25 de junho e o segundo no dia 9 de julho, com 150 sortudos beneficiados com prêmios de R$ 1.000,00, R$ 5.000,00 e R$ 10.000,00.

A participação no sorteio não requer cadastro. Todos os moradores do Maranhão que já tenham tomado a segunda dose da vacina contra a Covid-19 estão concorrendo automaticamente. A lista de sorteados está disponível no site do programa (dosepremiada.ma.gov.br).

Apesar da facilidade para participar dos sorteios e para receber os prêmios do programa Dose Premiada, ainda é alto o número de pessoas que não recebeu as premiações.

Como receber o pagamento

É fácil receber as premiações do Dose Premiada. Para receber o pagamento o sorteado deverá apenas enviar uma mensagem pelo email dosepremiada@segov.ma.gov.br ou entrar em contato pelos números (98) 2016-4344 e (98) 2016-4345, informando seus dados de contato. Simples assim.

Se você mora no Maranhão e já tomou a segunda dose de algum tipo de imunizantes contra o coronavírus, acesse dosepremiada.ma.gov.br e no site clique na aba ‘Lista de Sorteados’ para verificar se seu nome está na relação de felizardos.

Mas fique atento às rodadas da sorte! O próximo sorteio do programa Dose Premiada está marcado para a próxima semana, no dia 23 de julho.

Os sorteios são transmitidos nas seguintes redes sociais do Governo do Maranhão na Internet: Instagram (@governoma), Twitter (@governoma) e YouTube (governoma).

Categoria: Notícias