VÍDEO: Sedento pelo poder, Weverton tenta impor candidatura e ensaia rompimento se não for o escolhido por Flávio Dino
Blog do Professor Gil - Timbiras e Região

VÍDEO: Sedento pelo poder, Weverton tenta impor candidatura e ensaia rompimento se não for o escolhido por Flávio Dino

O presidente estadual do PDT, senador Weverton Rocha, durante encontro com a imprensa na cidade de Imperatriz nesta sexta-feira (13), disse que sua pré-candidatura ao governo é tipo um foguete: que não dá ré, deixando claro que não abrirá mão de concorrer a eleição de 2022.

A fala de Rocha foi um recado ao governador Flávio Dino após olhar em blogs a foto do vice-governador Carlos Brandão com dirigentes do PT fazendo o sinal de “L” de Lula.

O senador maranhense pensa que o governador Flávio Dino (PSB) é um dos seus liderados pedetistas ou que o Palácio dos Leões é a sede do PDT, onde dita todas as regras a seu bel prazer. Engana-se!

Weverton deveria lembrar que só foi eleito senador em 2018 graças a estrutura do governo Dino… E quando Flávio precisou dele na eleição municipal de 2020 em São Luís no segundo turno em favor de Duarte e em detrimento a Braide, o pedetista retribuiu com traição.

E é bom Rocha ter conhecimento que Dino não se rende diante de pressão e/ou chantagem.

Que comecem os jogos…

Fonte: Blog do Domingos Costa

Categoria: Notícias